Tem dias que o coração dispara, tropeça, quase para com tantas emoções no horário comercial, mas como conseguir inteligência emocional para lidar com esses momentos?

É claro que nem todos os problemas envolvendo o seu trabalho dependem de você. Imagino que algumas questões dependem da equipe, empresa, mercado e outros fatores. Mas e se você pudesse lidar da melhor forma com tudo isso?

Além de te ajudar com questões internas, desenvolver inteligência emocional no trabalho irá te ajudar entender melhor como o seu comportamento e as suas atitudes afetam o seu trabalho e as pessoas que trabalham com você.

Olha essa pesquisa…

Sabia que em uma pesquisa realizada pelo CareerBuilder, 77% dos gestores de RH entrevistados dizem que habilidades ligadas à inteligência emocional têm tanto valor quanto especializações técnicas.

Além disso, 16% acreditam que as habilidades desenvolvidas graças à inteligência emocional são mais importantes do que as capacidades laborais do profissional.

Ah, e antes que você diga que inteligência emocional não é necessário no seu mercado, ela é sobre o seu perfil como profissional, independente do mercado, cargo, profissão ou empresa.

Por isso, desliga essa call, coloca o celular no silencioso e vem saber como esse texto vai te ajudar hoje:

  1. Inteligência emocional: como começar
  2. Como lidar com a vida no trabalho?
  3. O passo a passo para ter a inteligência emocional

Inteligência emocional: como começar a ter

Talvez você já tenha lido alguns artigos aqui no blog sobre hipnose para inteligência emocional. Se não, corre porque tem bastante coisa que você está perdendo.

Uma das coisas que você possivelmente não sabe é que a primeira vez que “inteligência emocional” foi mencionada aconteceu em 1966 por Hanskare Leuner. Depois disso, os psicólogos Peter Salovey e John D. Mayer escreveram o artigo Emotional Intelligence para a revista Imagination, Cognition and Personality em 1990.

E as pesquisas só evoluíram.

Foi em 1995 que Daniel Goleman publicou o livro Inteligência Emocional, tornando o tema mais popular e relacionando ele ao QI, e definindo a inteligência emocional como a capacidade de gerenciar as suas emoções.

Pelo tempo que a inteligência emocional está sendo discutida, percebemos que existem muuuitas coisas para a gente aprender e como aplicar no nosso dia a dia.

Uma dessas coisas é que a inteligência emocional está totalmente ligada à consciência que você tem sobre as suas emoções. Se você sabe de onde vêm, porque as emoções surgem, como e de onde elas vêm, fica mais fácil de resolver os problemas que as envolvem.

E tem mais.

Outro ponto importante que a inteligência emocional nos ensina é poder desenvolver empatia, o que influencia de uma forma muito positiva as relações que construímos na vida, independente de quão profundas elas são.

Assim como a empatia, toda essa inteligência começa quando você tem controle sobre as suas emoções e as suas atitudes. No Podcast Mamilos, um grupo de especialista explica melhor como podemos controlar nossas emoções no dia a dia:

A importância de controlar as emoções

Sabemos que controlar as emoções é necessário também fora do trabalho. Dentro de casa, com os filhos, o namorado, a vizinha que vive enchendo o saco…

Desenvolver a inteligência emocional no trabalho começa antes e depois dele também. Como começar o dia bem se você teve uma briga com o marido ou a esposa antes do trabalho?

Euzinha de melo te explico agora.

Por isso, antes de começar a querer desenvolver a inteligência emocional dentro do seu trabalho para ter um melhor desenvolvimento profissional e com a sua equipe, é preciso que você avalie o seu comportamento fora desse ambiente.

O primeiro passo para controlar as suas emoções é refletir mais sobre como você age quando está sob cada emoção. É mais impulsivo quando está com raiva? Fica mais aberto(a) a todos está mais feliz? Se afasta das pessoas quando está com medo?

Continue essa reflexão consigo.

Para o próprio Daniel Goleman a inteligência emocional e tudo o que ela envolve é o maior responsável pelo sucesso dos indivíduos.

Que loucura, hein.

Ou seja, independente do seu diploma, das suas experiências profissionais ou o cargo que você ocupa atualmente na sua empresa, se você não tem inteligência emocional o bastante, não tem controle sob a única coisa que você deveria ter na vida: você mesmo.

Como lidar com a vida no trabalho?

Pois é. Se é difícil lidar com as suas emoções com pessoas que você ama, família e amigos, imagina com pessoas que você mal conhece e que estão no seu trabalho?

Calma que eu te explico.

Depois que você aprende a lidar com as suas emoções no trabalho e como você age quando está sob cada uma delas, é hora de entender como lidar com as emoções de outras pessoas.

Principalmente quando você deve organizar grupos, liderar projetos, lidar com negociações e outras ações importantes na vida no trabalho (ou deseja realizar essas atividades).

Um problema comum que a inteligência emocional no trabalho nos ajuda é justamente quando temos que tomar decisões em momentos delicados ou tomar atitudes em momentos em que determinadas emoções estão à flor da pele.

Com certeza você já passou por isso, certo?

Quando a raiva, o medo ou a insegurança estão gritando dentro da gente e precisamos tomar uma atitude que alguém ou a situação exige, precisamos saber ouvir o nosso lado racional e não somente o emocional – o que nos faz entender melhor as consequências das decisões que podemos tomar.

Isso não só faz com que você tome boas decisões no trabalho, mas que tenha boas relações com todas as pessoas, tornando o ambiente muito mais agradável para todos e a vida no trabalho bem melhor.

E quando te digo para ter boas relações com todas as pessoas do seu trabalho, não estou dizendo que você deve amar com todas as forças as pessoas que você não gosta.

Isso é mentir para si mesmo sobre como você realmente se sente sobre certas pessoas e situações. E é justamente isso o que não queremos. Queremos que você seja sincero(a) consigo mesmo(a) e esteja no controle sobre si.

Mas voltando…

Estou dizendo para você não tomar decisões impulsivas, como começar uma discussão ou soltar comentários provocativos, e sempre se colocar na posição daquela pessoa. Será que ela está passando por uma semana péssima e por isso está fazendo algumas entregas com erros ou atrasadas? São questões.

O passo a passo para ter a inteligência emocional

O controle emocional está totalmente ligado à quem somos. Ter inteligência emocional, como vimos acima, é sobre estar completamente consciente sobre o que você sente e por quê.

Quer saber mais? Vem com a mãe que é sucesso.

Nesse vídeo, o próprio Daniel Goleman explica sobre quais são os pilares da inteligência emocional. Em 5 minutos você tem um passo a passo completo com dicas para aplicar no seu trabalho:

Por isso, separei os principais pilares que o nosso querido Goleman, citado ali em cima, deixou em seu livro:

  • Reconheça as suas emoções;
  • Controle as suas emoções e as coloque nos lugares certos;
  • Tenha uma fonte de automotivação e direcione as suas emoções para os seus propósitos e objetivos de vida;
  • Saiba se colocar no lugar do outro sempre, e compreenda e respeite as suas emoções;
  • Crie relacionamentos saudáveis com todos à sua volta.

Se refletirmos um pouco mais sobre cada ponto, chegaremos a um tema em comum e todos eles: o autoconhecimento. Já disse em um artigo aqui no blog que você é a única coisa que tem total controle e conhecimento na vida.

Por isso, invista (e muito) em seu autoconhecimento: conheça novas coisas; experimente oportunidades, livros, músicas, shows, artes; conheça novas pessoas; interaja com pessoas que tem coisas em comum com você.

Acima de tudo, se permita!

Se autoconhecer também está relacionado ao autocontrole, que já comentei aqui no blog também. Por isso, invista em Yoga, testes de personalidade, hipnoterapia e outros métodos que irão te ajudar nessa descoberta de autoconhecimento.

Gostou? Não deixe de enviar esse artigo para quem está tendo alguns problemas no trabalho. Com certeza irá ajudar! 😉

Ah, não esquece de assinar a nossa Newsletter, viu? Por ela você vai receber conteúdos fresquinhos além de novidades exclusivas e… algumas surpresas também!