Uma das coisas mais importantes que aprendemos quando crianças é que nossa vida é um ciclo. Nascemos, crescemos, reproduzimos e, eventualmente, morremos. No entanto, muitas pessoas vivem com tanto medo de morrer que ficam paralisadas, sem conseguir seguir com a vida normalmente.

Esse medo pode se agravar em certas situações, como o medo de sofrer um acidente em viagens, o medo de cair de uma altura muito grande ou, como nos últimos tempos, o medo de pegar alguma doença, como a Covid.

Segundo o levantamento do Espro (Associação de Ensino Social Profissionalizante) feito em abril de 2021, o medo de morrer por Covid-19 atinge 8 em cada 10 jovens brasileiros, atingindo 79% dos entrevistados. O medo é ainda maior em relação à morte de familiares, chegando a 95%!

Muitas vezes o medo de morrer começa com uma situação de estresse, podendo desencadear um pico de ansiedade. Assim que o perigo passa, a pessoa volta a viver normalmente.

Entretanto, algumas pessoas vivem com esse alarme de perigo sempre ligado e passam seus dias estressadas e ansiosas. Frequentemente esse medo atinge os relacionamentos e a vida social da pessoa, que deixa de sair de casa devido ao medo de morrer.

Mas por que temos medo de morrer? Como esse medo surgiu? E o que você pode fazer para voltar a viver normalmente?

Continue lendo para descobrir!

Neste texto você vai ver:

 

Qual é a origem do medo de morrer?

Desde que o ser humano existe, procura por formas de escapar da morte. Nossos ancestrais encontravam formas de se proteger de seus predadores, do frio, da fome e de diversas outras dificuldades que o homem moderno não precisa (ou não deveria precisar) mais se preocupar.

No entanto, o processo de evolução dos seres humanos faz com que muitos desses hábitos sejam carregados até hoje, devido à memória genética. Um desses hábitos é o que chamamos de reação de luta e fuga, primeiramente descrita pelo fisiologista Walter Bradford Cannon, em 1927.

Historicamente, o medo da morte cresceu com a participação das crenças religiosas, que colocam a passagem deste plano como algo assustador e punitivo.

medo da morte

O medo da morte é comum à maioria das pessoas: costuma aparecer primeiramente na infância através de uma perda, seja com a morte de um parente ou de um bichinho, por exemplo.

É o medo da própria extinção, de não estar mais com pessoas queridas, de ficar sozinho e de sofrer. Dessa forma, o medo de morrer costuma trazer outros medos e preocupações mais internos.

O medo da morte na pandemia

Poucas vezes em nossas vidas enfrentamos a possibilidade da morte de modo tão cotidiano quanto nos tempos de pandemia. A Covid-19 nos obrigou a ficar em casa, cuidar ainda mais de nossa higiene pessoal e fazermos o possível para conter a doença.

Ainda assim, infelizmente, milhares de pessoas morreram ao redor do planeta, o que aumentou ainda mais a sensação de impotência, insegurança e, obviamente, o medo de morrer.

O mundo como conhecíamos não existe mais. Muito se fala sobre o que será o “novo normal”, como serão os relacionamentos, os comportamentos e os hábitos nos próximos anos?

medo da morte

Além do medo de morrer, especialistas já falam da coronofobia. Como o próprio nome sugere, trata-se de uma fobia a situações desencadeadas pela pandemia. Um estudo da National Library of Medicine analisou 500 casos de ansiedade e depressão, percebendo que todos estavam ligados à Covid-19.

A coronofobia é classificada como um medo extremo de contrair a infecção e experenciar os sintomas físicos, psicológicos e comportamentais. Aliada ao medo de morrer, a coronofobia pode ser extremamente prejudicial à saúde mental.

Quando o medo de morrer é uma fobia?

Para a psicologia, o medo de morrer pode ser dividido em duas categorias:

  • Um sentimento desencadeado pela ansiedade, sendo um sintoma;
  • Uma fobia, ou seja, a causa do problema e não um sintoma.

A fobia de morrer é chamada de tanatofobia, que vem do grego “Tânatos”, nome do deus grego personificação da morte e “fobos”, que significa medo ou terror.

Assim, a tanatofobia é uma fobia em que existe um medo irracional e exagerado da morte. As pessoas que sofrem com essa fobia temem morrer e perder pessoas queridas, mas de uma maneira incontrolável.

Por isso é essencial entender que é natural sentir medo de morrer em algum momento da vida.

Por exemplo, digamos que você está viajando de carro e quase sofre um acidente. Muito provavelmente você sentirá medo e todos os sintomas que acompanham esse medo, como coração disparado, tremores, boca seca, náuseas, entre outros sintomas.

A fobia acontece quando o medo de morrer faz com que você não consiga fazer nada, como se o medo estivesse no controle da sua vida. Só em pensar na possibilidade da morte, uma pessoa com essa fobia deixaria de sair de casa, de dirigir, de pegar um avião e diversas outras atividades que apresentem qualquer risco, por menor que seja, de vida.

medo de morrer

É comum, inclusive, que algumas pessoas com a tanatofobia desenvolvam insônia pelo medo de morrer dormindo. Como você percebeu, a fobia é grave e paralisante.

Quais os sinais da fobia de morrer?

A tanatofobia apresenta diversos sintomas, tanto físicos quanto emocionais. A pessoa que vive com medo de morrer costuma sofrer muito, pois sua vida é inteiramente controlada pelo temor da morte.

fobia

Veja quais são os sintomas físicos dessa fobia:

  • Calafrios;
  • Sudorese (suor);
  • Boca seca;
  • Taquicardia (coração acelerado);
  • Dor no estômago;
  • Náuseas, enjoos e vômito;
  • Tremores nas mãos;
  • Sensação de que não consegue respirar.

Já os sintomas emocionais incluem:

  • Ansiedade que não passa;
  • Mudanças de humor;
  • Crises depressivas;
  • Sensação de que não está no controle da própria vida;
  • Incapacidade de entender o que é real e o que não é;
  • Desejo de fugir de certas situações que apresentem um risco (racional ou não).

Nem toda pessoa que vive com medo de morrer tem a tanatofobia. Por isso é importante sempre lembrar que apenas um profissional pode diagnosticá-lo! Se você apresenta sintomas, busque ajuda!

Ansiedade e o medo de morrer

Como você viu no parágrafo acima, a tanatofobia é caracterizada pelo medo exagerado e incontrolável de morrer. No entanto, pessoas que convivem com a ansiedade também podem sentir esse medo, porém em uma escala menor.

As sensações de quem vive essa ansiedade são palpitações, dores no peito, tontura e confusão. Ou seja, a pessoa perde a noção do que está acontecendo ao seu redor, acreditando que algo ruim vai acontecer mesmo quando não existem indícios disso.

Dessa forma, o medo de morrer aparece em um momento em que você está tendo uma crise de ansiedade, podendo até mesmo gerar um ataque de pânico.

medo da morte

Mas não se esqueça: o medo de morrer, nesse caso, é um sintoma da ansiedade. A fobia ocorre quando o medo de morrer é intenso, frequente e incontrolável.

Como amenizar o medo da morte?

O primeiro passo para amenizar o seu medo de morrer é entender a causa do problema. Um psicólogo, psiquiatra ou neurologista pode ajudá-lo nesse diagnóstico. Além disso, é importante que você tenha em mente que tratar de medos tão profundos de forma tradicional leva tempo e esforço.

medo de morrer

A duração do tratamento pode variar de caso a caso e dependendo da estratégia terapêutica utilizada:

  • PNL;
  • Terapia cognitivo-comportamental;
  • Psicanálise;
  • Terapia de exposição;
  • Coaching;
  • Hipnoterapia.

Qual o jeito mais rápido e eficaz de tratar o medo de morrer?

Tratar o medo de morrer é a melhor maneira de retomar o controle da sua vida e desenvolver o autocuidado! No entanto, se esse temor ou fobia está impedindo você de viver plenamente, se divertir e trabalhar, o tratamento não pode esperar, não é mesmo?

hipnose

A hipnoterapia é a sua aliada neste momento!

Isso porque ela procura a causa do problema, trabalhando diretamente na raiz de todo o medo e fobia. A hipnoterapia é um método muito eficaz e rápido que pode garantir um tratamento mais veloz do medo de morrer!

Afinal, por que você iria esperar se pode resolver a situação com apenas algumas sessões?

Este é o poder da hipnose!

Participe da Experiência OMNI

O medo de morrer é natural em algumas situações, mas pode ser paralisante e tornar a vida de quem convive com esse medo muito difícil. Mas você não precisa viver assim!

Cada vez mais pessoas estão descobrindo uma maneira incrível de reprogramar a mente e vencer de vez todos esses medos que travam a sua vida.

E você pode ser uma delas!

Está chegando a Experiência OMNI, a maior imersão em hipnoterapia do mundo! Serão 2 dias de alto impacto e imersão total, para você destravar a sua mente e ressignificar tudo aquilo que te sabota e limita o poder da sua mente.

Chegou o momento de viver novamente!

hipnoterapia

A Experiência OMNI é para você que:

  • Quer superar desafios profissionais;
  • Quer tratar questões emocionais, como o medo de morrer;
  • Sonha com a liberdade financeira;
  • Está insatisfeito com seus relacionamentos;
  • Está procurando novas possibilidades de ganhos financeiros;
  • Deseja conquistar seus maiores sonhos!

Toda transformação começa com uma decisão. Participe da Experiência OMNI!

Inscreva-se clicando aqui!